Eles vão conquistar o mundo (da publicidade)? Parte I

Já não é mais nenhuma novidade a voracidade da Google rumo à conquista do ciberespaço. A empresa criada em 1998, por Larry Page e Sergey Brin, não para de multiplicar seus tentáculos e expandir cada vez mais seu domínio. A Google travou uma luta sem precedentes contra tudo e todos, tornando o Q imperialista da Microsoft em uma gota no oceano Web.

De fato torna-se uma tarefa bastante complexa desvendar os objetivos, reais, da Google. A sua linha de atuação se torna cada dia mais abrangente, no início era apenas a ferramenta de busca que atuava como carro chefe da empresa, contudo nos seus oito anos de vida a empresa diversificou tanto sua atuação que dá para confundir até os analistas mais experientes do mercado ao analisar suas reais intenções mercadológicas.

Tentando desvendar o mistério imperialista na conquista do ciberespaço percebo que a Google caminha a passos de gigante rumo ao mercado da publicidade, não só on-line mas também off-line. Talvez a diversificação tenha mesmo o objetivo de confundir os concorrentes ou expandir sua visibilidade a fim de ampliar o valor comercial dos seus espaços publicitários.

A empresa é muito resistente em assumir uma postura de veículo de mídia, inclusive até o presente momento nada foi explicitado ao mercado que a Google tenha se declarado uma empresa de mída, assim como a Yahoo! fez, há anos. Seu posicionamento continua sendo o de uma empresa de tecnologia que utiliza a venda de publicidade on-line como meio de viabilizar seu negócio. Puro lenga lenga corporativo, mesmo não assumindo dia após dia a Google demonstra de forma clara mas dissimulada sua postura de veículo de midia.

Hoje, foi divulgado na imprensa a novidade de que a Google irá começar a atuar no mercado de publicidade convencional (off-line), ou seja, anúncios impressos em jornais e revistas utilizando o AdWords como ferramenta para a comercialização de espaços publicitários não só on-line mas também off-line. Esta ficando cada dia mais difícil dissimular suas intenções publicitárias, intenções que nunca foram evidenciadas na missão da empresa mas, certamente, sempre estiveram nas mentes brilhantes daqueles que comandam essa gigante da Web.

No próximo post vou me aprofundar mais sobre essa novidade googleniana de expandir-se para o mercado convencional (off-line) de publicidade. Aguardem…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: