Um vírus chamado Internet.

Quando Katilce agitou os mares da Internet com mais de 160 mil scraps – recados – no seu Orkut em menos de 24hs, somente os mais antenados perceberam o que aquilo realmente significava. Isso aconteceu em fevereiro de 2006 após o show da banda irlandesa, U2, no Brasil. Depois veio o famoso curta “Tapa na Pantera” com a hilariante Maria Alice Vergueiro, em seguida o caliente video da musa Daniela Cicarelli e assim o “Efeito Katilce” se instalou no ciberespaço. É possível listar uma série de exemplos que vão desde comunidades orkutianas como “Obina facts” até centenas de videos youtubianos vistos por milhões de internautas.

Sim, mas e dai? O que esses eventos têm em comum? Essas são mais algumas provas de que a comunicação realmente esta repaginando sua existência. Por enquanto essa transmutação atinge apenas a Internet e os eventos vistos até então são de ambito social. Orkut e Youtube são – por enquanto – os pilares desse movimento que podemos rotular de : viralidade comunicativa. Essa viralidade somente é possível devido ao reposicionamento do mercado Web. A partir do momento que o usuário – receptor – torna-se o protagonista dentro do “flow comunicativo” ações virais vem à tona e se multiplicam.

Seguindo essa linha de raciocínio torna-se mais simples decifrar as inteções, reais, da Google. Se a proposta, implicita e camuflada, da empresa é criar uma nova forma de publicidade a viralidade é uma fórmula promissora. Por isso que o Orkut e o Youtube são ferramentas tão estratégicas para a gigante. A partir dessas duas plataformas torna-se possível a criação de um mercado de publicidade viral. Não podemos esquecer, nunca, que a própria ferramenta de busca Google foi divulgada através da viralidade com investimentos baixissímos – ou até mesmo nulo – em publicidade convencial.

Agora, falta apenas um publicitário ousado arriscar e transformar o consumidor na própria midia. Assim o receptor passará a ser o difusor da mensagem para uma marca que aprenda a usar a força de uma mobilização viral à seu favor. O primeiro gênio que conseguir dominar a viralidade na Internet, terá contribuído de forma brilhante na construção da história da comunicação na Era da Informação.

Quem se habilita?

Anúncios

One Response to Um vírus chamado Internet.

  1. Tigre diz:

    O YouTube é o novo Big Brother, só que o poder está pulverizado basta uma câmera na mão e uma boa idéia, muita coisa nova ainda está para surgir.

    Adorei o Blog!!
    Abs!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: