Usuário conquista seu merecido lugar ao sol.

time

Sim, você. Você controla a Era da Informação. Bem vindo ao seu mundo.” A reportagem de capa da revista “Time” dessa semana elege a “pessoa do ano”, os eleitos foram os milhões de anônimos por sua importância na era da informação e do conhecimento como usuários da grande rede, a internet.

Nada mais justo para todos aqueles que constroem a informação moderna, pedra sobre pedra, ou melhor, byte sobre byte. O nome do ganhador do prêmio de 2006 (“You”, no original em inglês) foi divulgado sábado no site da publicação, que destaca a importância dos internautas em “fundar e estruturar a nova democracia digital”.

O explosivo crescimento e influência de conteúdos de internet como blogs, vídeos de sites como o YouTube, redes sociais como o MySpace e sites colaborativos como a Wikipédia foi o quesito principal para o título. 

Desde 1927 a revista escolhe uma personalidade do ano e já se tornou tradição especular quem vencerá. A revista já indicou nomes controversos, como o de Adolf Hitler, em 1938, e do aiatolá Khomeini, em 1979. Em 2005 os eleitos foram o músico irlandês da Banda U2, Bono Vox, o fundador da Microsoft, Bill Gates, e sua esposa, Melinda. O vencedor em 2004 foi o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e o prêmio ficou com “o soldado americano”, em 2003.

Os anônimos vencedores deste ano derrotaram candidatos como os presidentes do Irã, Mahmoud Ahmadinejad; da China, Hu Jintao, e da Coréia do Norte, Kim Jong-il. Esta não é a primeira vez que a “Time” nomeia um coletivo como pessoa do ano, o que já ocorreu em 1966, com a geração de menos de 25 anos, e em 1975, com as mulheres americanas, enquanto em 1982 o eleito foi o computador.

A revista colocou um espelho na capa da edição de “personalidade do ano”, que chega às bancas na segunda-feira. A imagem “literalmente reflete a idéia de que você, e não nós, está transformando a era da informação”, disse o editor Richard Stengel. O objetivo é escolher “a pessoa ou pessoas que mais afetaram as notícias e nossas vidas, pelo bem ou pelo mal, e que simbolizam o que foi importante no ano”.

Parabéns à você internauta que aproveita esse espaço global que é a internet para estabelecer a nova democracia digital, por trabalhar por nada e superar os profissionais em seu próprio jogo, conforme escreveu o jornalista Lev Grossman que assina a matéria.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: